Rádio Icó News

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

EQUATORIAL PIAUÍ INVESTIU MAIS DE 1 BILHÃO DE REAIS NO SISTEMA ELÉTRICO EM TRÊS ANOS DE CONSESSÃO NO ESTADO

Naira Luzia é fisioterapeuta. Com a pandemia, ficou afastada do trabalho formal e precisou criar uma solução para manter seu orçamento mensal. Viu nos bons hábitos alimentares uma oportunidade para empreender no mercado de comidas saudáveis. A empreendedora relata que certa vez chovia muito e seu bairro foi afetado. “Imediatamente liguei para a central de atendimento, por meio do 0800 da Equatorial Piauí. Em poucos minutos o fornecimento foi restabelecido, mesmo em condições climáticas adversas, onde, por segurança, sabemos que o atendimento acaba levando mais tempo”, declarou Naira.

No último relatório divulgado pela Secretaria Nacional do Consumidor, que aponta o cenário dos atendimentos registrados no Procon para o setor de energia elétrica, o ano de 2021 marcou no Piauí uma redução de 40,5% das demandas comparado ao ano anterior. Esse resultado coloca a Equatorial Piauí no segundo lugar das concessionárias que mais diminuiu a demanda percentualmente em todo o país.

Além dos investimentos realizados nos últimos três anos, que impactam diretamente na qualidade do fornecimento de energia, essa queda dos registros no Procon também é reflexo das parcerias firmadas pela concessionária com instituições públicas e privadas para ampliar o atendimento aos clientes. Como resultado das ações desenvolvidas para melhoria e acompanhamento das demandas recebidas, na Defensoria Pública do Estado do Piauí por exemplo, de 2020 para 2021, já houve uma redução de 55% do número total dos casos acompanhados pelo órgão relacionados à Equatorial Energia.  Destaca-se, também, que a maioria das demandas não mais se relacionam à problemas no sistema elétrico ou falta de energia, mas sim a questões comerciais, a exemplo de questionamentos sobre faturas ou negociação de débitos de consumo. No Núcleo de Defesa do Consumidor esses casos correspondem a mais de 85% do total de solicitações entrantes.

"Buscamos soluções para viabilizar as negociações, considerando que o público assistido pela Defensoria Pública é mais vulnerável e muitas vezes não tem condições de pagar um parcelamento na forma como normalmente é oferecido. Estamos estudando uma solução para viabilizar essa negociação de forma a não comprometer o sustento destas famílias", declara a defensora pública Ângela Martins Soares Barros, Coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor (NUDECON) da Defensoria Pública do Estado do Piauí.

Para o ano de 2022 a distribuidora continua com os investimentos destinados a obras de melhorias e foco no cliente. “Seguimos investindo de norte a sul do estado, ampliando projetos de grande reconhecimento do público, como o +Energia Para Você e o Espaça +, além da entregas de novas subestações e agências de atendimento”, declara Joaquim Milhomem, Gerente de Relacionamento da Equatorial Piauí.

Desde quando assumiu a concessão para distribuir energia no Piauí, em outubro de 2018, o Grupo Equatorial já realizou no estado um investimento superior a 1 bilhão de reais. Regiões que não recebiam melhorias há décadas, como o litoral e a fronteira agrícola no sul do estado, tiveram o sistema elétrico modernizado, com aumento da potência e tecnologia de ponta em automação.


Equatorial/Piauí 

Nenhum comentário:

Postar um comentário