Rádio Icó News

domingo, 21 de junho de 2020

INFLUENCIADORA DIGITAL INICIA CAMPANHA CONTRA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA EM PARNAÍBA


Nessa quarentena os números de violência doméstica aumentaram mais de 50% segundo dados do Tribunal de Justiça. A influenciadora digital e radialista Emília Brito, realizou neste sábado (20/06/2020) uma panfletagem informativa com o objetivo de ajudar no combate à violência doméstica.

Emília explicou como começou essa campanha: “No último final de semana presenciei uma vizinha passando por situação de violência doméstica. Num desabafo, levei esse tema para a rádio, fiz uma programação toda voltada ao assunto e o resultado foi imediato. Várias mulheres entraram em contato e realmente observei a necessidade de falar sobre o tema de forma mais direta”.

Ela ainda relatou que quanto mais depoimentos recebia de forma anônima, mais via a necessidade de abordar o tema e mostrar para as mulheres que elas não estavam sozinhas na causa.

Apesar dos casos de violência doméstica aumentarem consideravelmente, a Polícia Militar afirma que os boletins de ocorrências relacionados a estes casos tiveram uma queda de aproximadamente 30%, essa diminuição se deve principalmente ao fato das mulheres estarem presas em casa com seus parceiros e na maioria dos casos com medo ou sem acesso a uma ferramenta efetiva de denúncia.


“Levei o assunto ao meu Instagram, lá tive uma grande repercussão, divulguei folhetos informativos sobre violência doméstica, oferecei apoio através da minha empresa de delivery. Então demos sequência à ação com distribuindo os folhetos informativos também nas principais sinaleiras da cidade e em algumas caixas de correio da redondeza.” explicou Emília.

Emília ainda finalizou “a ação da distribuição de panfletos é de extrema importância, uma vez que muito dessas mulheres não tem acesso à redes sociais ou à rádio, é uma boa alternativa de fazer a informação chegar a um número maior de pessoas. Se com essas ações eu conseguir interferir diretamente na vida de pelo menos uma mulher, já vai ter valido a pena.”.

Com tantas notícias ruins sendo divulgadas nesses dias, precisamos compartilhar boas ações também e nos unir por essa causa.

O combate à violência contra a mulher é uma causa de todos nós.



3 comentários:

  1. Ninguém precisa agredir ninguém, é muito mais fácil largar daquele parceiro ou parceira que te agride.

    Não adianta nada denunciar e continuar com a pessoa ou voltar ao relacionamento.
    Sentiu que vai ser agredida?
    - Larga logo e parte pra próxima. Só assim acaba a violência contra a mulher.

    Não tem lei nenhuma que vá evitar mulher de apanhar se ela continuar convivendo com o agressor.

    ResponderExcluir
  2. Olá @anônimo deixa eu te dizer uma coisa, as vítimas muitas vezes não tem consciência que são vítimas até sofrer a agressão física, existem violências que mulheres vivem diariamente, a psicológica é a mais comum e essa violência que da a base para que outras aconteçam pq a mulher já está com a auto estima tão baixa que acredita que não merece nada melhor, acredita que ela tá errada, essas ações de conscientização sobre essas violências comuns são importantes para que elas entendam se estão passando por isso ou não!Primeiro tem que tirar a venda do olho dessa mulher para depois ela conseguir um passo tão importante que é denunciar e só assim sair do relacionamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí é que está o grande problema, pois violência física é fácil de ser constatada. Porém, violência psicológica, como definir isso?
      Será que podemos conceituar violência psicológica como: "tudo aquilo que eu não gosto"?. Porque diferente da agressão física, essa agressão psicológica é muito abstrata. Ninguém sabe bem o que é isso. Se forem xingamentos, ofensas, pode ser considerado os crimes de ameaça, difamação, calúnia do CPB, agora, se "violência psicológica" se referir a coisas cotidianas, acho que é bem difícil de conceituar isso.

      Eu peço a Deus que tanto os homens como as mulheres, pudessem se respeitar pra conviver bem, pois o respeito a principal coisa do relacionamento, entrou em relacionamento? Hábitos DIFERENTES, a partir desse momento é uma nova vida, uma nova dinâmica, são dois corpos em um. Penso assim.

      Excluir