Rádio Icó News

sexta-feira, 4 de março de 2022

RIO MARATOAN SOBE E SE APROXIMA DA COTA DE INUNDAÇÃO EM BARRAS, DIZ CPRM


O boletim de monitoramento divulgado pela CPRM (Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais) aponta que o rio Marataoan em Barras ultrapassou a cota de alerta e está a 15 cm de atingir a cota de inundação na cidade. 

Segundo o boletim divulgado na manhã desta quinta-feira (04),  o rio em Barras deve atingir até as 17h45 de hoje o nível de 4,05 metros. A cota de inundação na cidade é de 4,20 metros.

O rio Marataoan em Barras teve seu nível elevado devido às fortes chuvas ocorridas nas últimas 24 horas na região Norte do estado. 


Em Barras, o nível do rio Marataoan observado no momento é de 3,96 m, superando em 26 cm a cota de alerta (3,70 m), sendo prevista elevação do nível para 4,05 m nas próximas 8 horas, próximo da cota de inundação 15 cm.

"Tendo em vista o quadro de elevação do nível do rio na cidade de Barras, solicitamos que os órgãos competentes se mantenham alertas quanto às ações de remediação a serem adotadas caso necessárias", diz trecho do comunicado da CPRM.

Cota de atenção

Outros dois rios no Piauí estão sendo observados de perto: o rio Longá, em Esperantina; e o Parnaíba, em Luzilândia. Ambos estão em nível de atenção. 

O rio Longá em Esperantina tem cota atual de 5,35 m, devendo manter-se nas próximas 8 horas em valores em torno de 5,80 m, devendo superar nas próximas horas a cota de atenção (5,40 m).

Com relação à Luzilândia, a cota atual do rio Parnaíba é de 4,11 m, com valor de previsão para as próximas 12 horas de 4,12 m, 12 cm acima da cota de atenção (4,00 m), também em cota de atenção.


Casas inundadas e PI-110 rompida

Pelo menos 30 residências foram invadidas pelas águas devido as fortes chuvas que têm caído na cidade de Barras desde os últimos dias. Apesar da água ter invadido as redisências, as famílias não deixaram os imóveis. 

"Algumas delas estão com 30 a 40 centímetros de água. Mas, os moradores estão se adaptando. Estão colocando os móveis e eletrodomésticos em cima de tijolos para evitar que entrem em contato com a água, que começou a baixar, mas muito pouco. E a previsão é de mais chuva", frisou o coordenador do Grupo de Apoio Voluntário (GAV), Francisco Sampaio. 

Em uma das casas invadida pela água moram dois cadeirantes, que deixaram a residência utilizando um câmara de ar. As casas invadidas ficam na localidade Formosa, em Barras. 

Além disso, a água também deixou um trecho da PI-110, entre os municípios de Barras e Miguel Alves, parcialmente inundado. 


Fonte; Cidade Verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário